sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Constelação - das certezas

Fico sentada no banco dos desejos
Atirando moeda as flores que brilham e exalam todo seu carisma
em meio a essa noite clara.

Sou amiga das constelações e faço delas meu refugio errante.

Confesso a Lua como é que pode, uma única coisa te fazer tão bem
Assim, dessa maneira : Leve, Inocente, Tranquila, Calma.

Que não pensa em corbranças, muito menos em longos planos futurísticos.
Se perdendo e se encontrando, imadiatamente.


Não atropelar o mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário