terça-feira, 2 de agosto de 2011

E a vida sorriu

E os ventos que eram sempre gelados e constantes,

Foram para longe de mim...para longe, longe, longe!

E agora, o abraço quente da vida vivida está aqui, está aqui, e aqui vai ficar.

E a vida nos sorriu, sorriu. Sorriu em cada canto, em cada hora, em cada segundo e minuto.

AH, a vida...!