sábado, 12 de março de 2011

Apenas isso

Indo no compasso do descompasso,porém sempre com o passo ao lado do vasto.

...

E vem denovo,caminhando com rosto novo

Tentando apaziguar noutro, a mesma melodia encantada do aborto

O aborto não fetal, o aborto mental

Aquele que derruba, que tira o rouge da maçã facial

Que deprecia a bela face

Face caida, olhar no chão,coração apertado

Vida cheia de estafa, estafa mental