terça-feira, 3 de agosto de 2010

O comediante ria, enquanto a platéia o observava freneticamente assustada.
Não sabiam o por que de tanta risada.
Patetas do mundo, da esquina, do turno. Patetas de uma vida inteira.
Latino americano sem estrada, sem fim.
Hoje não é dia - disse aurora baixinho.
Quando é dia então - endaga um moço

Não sei...



Hoje não é dia.

Um comentário:

  1. adore² a reforma no visual do blog
    ficou bem a sua carinha ^^
    http://my-own-wonderworld.blogspot.com/
    comecei um novo, nao sei se ja viu, to empenhada =) da uma olhada quando puder please?
    saudades x_x
    =*** (L)

    ResponderExcluir