terça-feira, 10 de novembro de 2009

.normalidade

Eu sou absolutamente normal,
Tirandoa parte que não passo por meio de postes,
Que tenho mania de tocar tudo números pares de vezes,
Que lavo minhas mãos compulsivamente,
Que não durmo de pés descobertos.

Sou normal até quando penso a quantos m/s algo está caindo,
Quando penso o estrago que ia causar se um um bi-articulado me pegasse a 150 por hora,
E impacto que teria.

Sou normal até quando penso em casar de branco,
E até por pensar que alguém vai aceitar casar comigo, vê se pode né.
Sou normal, até quando olho para o céu e penso que a lua tá feia,
Sou normal quando penso que não sou mau humorada.E
sou anormal, quando vejo que sou tudo isso

Um comentário: